PATER NOSTER



Pater noster, qui es in caelis Padre nosso, que estais nos céus,
Sanctificétur nomen tuum: santificado seja o vosso nome;
Advéniat regnum tuum: venha a nós o vosso reino;
Fiat voluntas tua, seja feita a vossa vontade,
sicut in caelo, et in terra. assim na terra como no céu;
Panem nostrum o pão nosso
quotidiánum da nobis hódie, de cada dia nos dai hoje;
Et dimítte nobis débita nostra, e perdoai-nos as nossas dívidas,
sicut et nos assim como nós
dimíttimus debitóribus nostris. perdoamos aos nossos devedores;
Et ne nos indúcas in tentatiónem. e não nos deixeis cair em tentação;
Sed líbera nos a malo. Amen. Mas livrai-nos do mal.Amém.

OBS: notem que a oração em latim é construída na segunda pessoa do singular, que corresponde ao nosso "tu"; mas os católicos apostólicos romanos brasileiros costumam rezá-la na segunda pessoa do plural (vós). Alguma boa alma poderia nos explicar isso, posto que não somos teólogos? Particularmente penso que isso se dá porque fica subentendida a Santíssima Trindade na oração. 

7 comentários:

Antonio Todo Bom disse...

Sobre o Vós ao invés de Tu, apenas a questão de cultura da língua portuguesa e nossos costumes de tratamento de autoridades. Veja que quando alguém falava diretamente a um rei, o tratava de Vossa Majestade, assim como outros cargos importantes, Vossa Realeza, Vossa Santidade.
Já, ao falar indiretamente, sobre uma autoridade para outrem, fica Sua Realeza, Sua Santidade etc.
O termo "Você" deriva da expressa Vossa Mercê, Depois Vosmecê, e hoje Você, já quase virando apenas um Cê... Não sei se cê tem visto por aí.. meio cortado ;)

Antonio Todo Bom disse...

Sobre o Vós ao invés de Tu, apenas a questão de cultura da língua portuguesa e nossos costumes de tratamento de autoridades. Veja que quando alguém falava diretamente a um rei, o tratava de Vossa Majestade, assim como outros cargos importantes, Vossa Realeza, Vossa Santidade.
Já, ao falar indiretamente, sobre uma autoridade para outrem, fica Sua Realeza, Sua Santidade etc.
O termo "Você" deriva da expressa Vossa Mercê, Depois Vosmecê, e hoje Você, já quase virando apenas um Cê... Não sei se cê tem visto por aí.. meio cortado ;)

Caio disse...

É por causa da trindade Deus, Filho e Espírito Santo, no caso são eles, plural de Tu é Vós. :)

budista disse...

não seria porque em hebraico Eloim é uma palavra no plural? Eu não sou cristão, só estou lançando outra questão.

Ivson Olivera disse...

Acho que é mais pela cultura do plural majestático que se usa muito em português, mesmo.

Anônimo disse...

Sugiro perguntar em https://padrepauloricardo.org/

Anônimo disse...

Pois em Português Deus é tratado com Realeza e Majestade... simples assim !!! ;)